Telefone: (11) 3578-8624

TRIBUTOS – IRPF 2022 COMEÇA INSTÁVEL

8 de março de 2022

Contribuintes reclamam de falhas no Programa Gerador da Declaração. Primeiro dia teve alta procura, com 752 mil downloads.

No primeiro dia para os brasileiros prestarem contas com o Leão, a fera engasgou. A Receita colocou no ar o Programa Gerador da Declaração (PGD) para dar início ao período de entrega da declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2022. Mas o aplicativo apresentou instabilidade, segundo relatos dos contribuintes.

Nas redes sociais, os contribuintes estavam indignados. “Impossível essa instabilidade do programa da Receita Federal para declaração on-line do #impostoderenda2022. Não dá para acreditar nisso”, escreveu Lucas Lima. “Tá difícil. Liberar o aplicativo no dia que inicia o envio, não consigo entender”, reclamou Joilson Carlos.

Hélder Meyson atribuiu a falha à demora do órgão para tornar o programa disponível. “É um absurdo a Receita Federal disponibilizar o download do programa do IR 2022 só hoje, lógico que o site não iria resistir. Simplesmente caiu.” Leonardo Carola também relatou dificuldade: “Devido à instabilidade do download, aparentemente vai demorar algo entre 15 minutos e sete décadas para esse programa baixar”.

Procurada pelo Correio, a Receita Federal reconheceu a instabilidade e afirmou que a situação já está sendo tratada pela área técnica. “Em razão do alto número de acessos, o download do programa apresentou instabilidade no dia de hoje (ontem)”, informou a autarquia. Segundo a Receita, o travamento do programa da DIRPF é frequente no período de declaração, principalmente nos últimos dias, justamente em razão do volume de pessoas tentando acessar a plataforma simultaneamente.

Ainda de acordo com o órgão, com um prazo mais curto, o número de brasileiros já querendo baixar o aplicativo é maior — segundo a Receita, até às 17h de ontem, 752.484 contribuintes haviam feito o download, bem acima do registrado em 2021, quando foram 312.182 no primeiro dia.

Segundo Anderson Akahoshi Novaes, presidente do Conselho de Delegados Sindicais do Sindifisco Nacional, a falha já era esperada e vinha sendo alertada pelos auditores desde o final do ano passado, em dezembro.

“Estamos alertando o Ministério da Economia desde dezembro. Agora temos a concretude disso”, afirmou Novaes. O especialista alegou que a preocupação surgiu ainda na ocasião da aprovação da LOA (Lei Orçamentária Anual), que cortou pela metade o orçamento da entidade e prejudicou, principalmente, a área de TI da Receita.

Até o fechamento desta edição, 130.099 declarações haviam sido enviadas à Receita Federal. A divulgação do balanço de entrega será às segundas e quartas, às 11h, e às sextas, às 16h.

FONTE: Correio Braziliense – Fernanda Strickland e Maria Eduarda Angeli

Receba nossas newsletters